Jornal da Band

Biden diz que massacre em supermercado dos EUA foi terrorismo doméstico

Em discurso, presidente americano também afirmou que a supremacia branca é um veneno.

Eduardo Barão 17/05/2022 • 19:42 - Atualizado em 17/05/2022 • 19:45
Biden diz que massacre em supermercado dos EUA foi terrorismo doméstico
Biden diz que massacre em supermercado dos EUA foi terrorismo doméstico
Reuters

Joe Biden e a primeira dama Jill visitaram o memorial em homenagem às vítimas do massacre em Buffalo, nos Estados Unidos.

O presidente prestou solidariedade às famílias e agradeceu aos policiais que prenderam Payton Gendron, de 18 anos.

O assassino branco transmitiu ao vivo pela internet o massacre de clientes e funcionários do supermercado em um bairro de maioria negra.

O ataque mais letal do ano com motivação racial gerou novos protestos pelo país.

Em discurso, Biden classificou o massacre de Buffalo como terrorismo doméstico e disse que a supremacia branca é um veneno.

Desde que assumiu o poder, o presidente não conseguiu conter grupos extremistas e nem aumentar o controle sobre a venda de armas nos Estados Unidos. Biden quer, por exemplo, que o Congresso volte atrás em uma lei assinada por Donald Trump que liberou pessoas com doenças mentais a comprar armas legalmente.

O assassino de Buffalo chegou a passar por uma avaliação psicológica, depois de dizer que tinha planos de realizar um ataque em massa na escola em que estudava até o ano passado. Mesmo assim comprou o rifle usado no massacre sem restrição.

Ele pode ser condenado a pena de morte se for julgado pelo crime federal de terrorismo.