Jornal da Band

Simone Biles chora ao depor e aponta negligência do FBI em caso de abusos

Ginasta esteve com três companheiras para testemunhar no Senado contra erros na investigação do caso

Eduardo Barão, do Jornal da Band 15/09/2021 • 20:20 - Atualizado em 15/09/2021 • 21:22

A ginasta Simone Biles foi às lágrimas nesta quarta-feira (15) ao depor no Senado dos Estados Unidos ao lado de outras colegas vítimas de abuso por um médico da equipe.

A atleta esteve ao lado de três companheiras para testemunhar contra erros e negligência do FBI na investigação de um dos maiores casos de abuso sexual da história dos Estados Unidos.

Bastante emocionada, Biles disse que fez questão de falar por não querer que nenhum outro jovem sofra nas mãos de um pedófilo.

Outra depoente, a medalhista de ouro olimpica McKayla Maroney, disse que pensou que ia morrer depois de ter sido abusada pelo ex-médico da seleção Larry Nasser durante um torneio no exterior.

Maroney contou que, após depor, o agente do FBI a tratou com desprezo. E perguntou: " Foi só isso?"

Apesar das primeiras denúncias terem sido feitas em 2015, o caso só começou a ser investigado um ano e meio depois. Nesse tempo, os abusos continuaram.

Nassar está cumprindo o equivalente a prisão perpétua por vários crimes sexuais.