Jornal da Band

Vídeo mostra que adolescente tentou correr após ser baleado por falso entregador

Victor foi assaltado e levou um tiro enquanto esperava a avó em um ponto de ônibus de São Paulo

Da Redação, com Jornal da Band 22/05/2022 • 07:56 - Atualizado em 22/05/2022 • 10:16

Novas imagens, feitas por câmeras de segurança e exibidas no Jornal da Band, mostram os momentos após o assalto que tirou a vida de um adolescente de 15 anos na noite de quinta-feira (19) depois de ser baleado por um falso entregador na Zona Sul de São Paulo

Victor Santos de Jesus estava em um ponto de ônibus do Capão Redondo esperando pela avó, quando foi abordado por dois criminosos em uma moto e teve o celular roubado. O garoto se assustou durante a abordagem e acabou sendo baleado. Os bandidos fugiram.  

O novo vídeo do caso mostra a vítima tentando correr atrás de ajuda após levar o tiro e caindo no chão. Duas pessoas passam pela calçada próxima, mas não param. Victor foi socorrido cerca de 20 minutos depois, mas não resistiu e morreu no local. 

Vídeo: adolescente é morto em assalto em SP

O crime aconteceu na Rua Gagliano Netto. O caso foi registrado no 47º Distrito Policial (DP), que solicitou assessoramento ao Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Outro crime no mesmo bairro

Outra tentativa de assalto aconteceu horas depois em um posto de combustíveis no mesmo bairro. A cerca de duas quadras dali, dois homens – que também chegaram em uma moto carregando uma mochila de aplicativo de entrega – abordaram um policial militar à paisana que estava a caminho do trabalho por volta das 5h. 

Os criminosos renderam o PM e começaram a vasculhar sua bolsa, onde estava a farda que ele vestiria no trabalho. Neste momento, uma viatura passou pela rua, os agentes perceberam a movimentação e começaram a disparar contra os assaltantes. 

O policial que estava sendo assaltado também sacou a arma e atirou. Os dois criminosos foram baleados e morreram. Os investigadores apuram agora se eles são os mesmos bandidos que mataram Victor. 

Caso Renan e Operação Sufoco

A morte de Victor acontece menos de um mês depois do caso do falso entregador que matou Renan Loureiro, de 20 anos, e que comoveu o País. Acompanhado da namorada, Renan foi baleado e morto por Acxel Gabriel de Holanda Peres. O suspeito foi preso no fim de abril.

Vídeo: suspeito de matar Renan é preso em SP

Na época, o governo de São Paulo se mobilizou, depois de forte apelo popular, e prometeu ampliar o policiamento por meio de programas de horas extras para policiais. 

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), determinou que a polícia fechasse um cerco contra os motociclistas que se disfarçam de entregadores, com blitzes e abordagens.

“Eu quero deixar um aviso muito claro a esses bandidos, que eles mudem de profissão ou mudem de estado, porque a polícia vai atrás de cada um deles. Quem cometer crime aqui em São Paulo vai ser preso. O bandido que levantar arma vai levar bala da polícia que, dentro dos limites da lei, vai agir com muito rigor em relação à criminalidade”, disse Garcia na ocasião.