Jornal da Band

Com ajuda de cães farejadores, Polícia do Paraná apreendeu 8 toneladas de drogas

Treinamento para esse tipo de função começa nos primeiros meses de vida dos cães. Os animais escolhidos têm muita energia e um faro aguçado

Bruno Henrique 19/01/2022 • 20:00 - Atualizado em 19/01/2022 • 20:57
Cachorro farejador da Polícia do Paraná
Cachorro farejador da Polícia do Paraná
Reprodução/TV Band

Com a ajuda dos cães, a Polícia do Paraná apreendeu quase 8 toneladas de drogas em mais de 500 operações no último ano. Também foram realizadas 228 prisões

O delegado da divisão estadual de narcóticos, Victor Loureiro diz que os “animais não substituem, mas auxiliam os policiais civis em uma buscam muito melhor e mais rápida.”

O treinamento para esse tipo de função começa já nos primeiros meses de vida dos cães. Os animais escolhidos têm muita energia e um faro aguçado. 

“Os animais são treinados por dois anos até ir para as ruas. O cão é ensinado desde conviver e interagir com pessoas até a entrar em ambientes adversos”, explica o investigador da Polícia Civil do Paraná, Misael de Lima.

A parceria com os cães tem dado tão certo que eles são chamados para ações da Polícia Federal, da Polícia Militar e do Ministério da Justiça.