Jornal da Band

Pandemia faz consumo de café aumentar no Brasil

Em dois anos, o número de brasileiros que tomam o equivalente a uma xícara por dia cresceu 5%

Juliano Dip, do Jornal da Band 07/10/2021 • 19:44 - Atualizado em 07/10/2021 • 20:11

Depois da água, o café é a bebida mais consumida no Brasil.

A paixão pela bebida é tão antiga na vida da Denise Dornela que já rendeu duas homenagens: a xicara e as folhas de café viraram tatuagens.

“Sou apaixonada por café. Me dá uma sensação de bem-estar”, diz a securitária.

O consumo de Denise nunca foi moderado e cresceu depois que ela passou a trabalhar de casa, no ano passado.

E não foi só ela. Durante a pandemia, o consumo da bebida aumentou. Em 2021, comparando com 2019, o número de brasileiros que tomam o equivalente a uma xícara por dia cresceu 5%. Os dados são de uma pesquisa feita pelos Institutos Agronômico e Axxus, em parceria com a Unicamp. Foram ouvidos mais de 4 mil brasileiros e a maioria revelou uma relação emocional com o café.

“É um momento de paz, que a pessoa tem de distração para a cabeça. Então, o café foi um dos refúgios que as pessoas encontraram em seus lares para poder estar passando por essa pandemia de uma forma melhor”, analisou Sérgio Pereira, pesquisador do Instituto Agronômico de Campinas.

Sorte de uma cafeteria de São Paulo, que abriu pouco antes do início da pandemia, e depois de um 2020 difícil, comemora o sucesso no movimento este ano.

“Durante a semana, eu percebo que é um pessoal que está em home office, está querendo sair de casa para poder vir trabalhar aqui, curtir um pouquinho, tomar um bom café. No sábado, é mais questão de um ponto de encontro de amigos. Domingo, acredito que é uma questão familiar mesmo”, disse o barista Felipe Hirae.