Jornal da Band

De Lázaro Barbosa a "Rambo alemão": relembre casos de busca por criminosos em matas

Caçada ao serial killer do DF completa 14 dias e figura entre grandes perseguições de criminosos pelo mundo

Da Redação, com Jornal da Band 22/06/2021 • 15:10 - Atualizado em 22/06/2021 • 15:14

A caçada pelo criminoso Lázaro Barbosa em Goiás, em meio ao relevo acidentado da região e entre chácaras e rios, já entrou para a lista de outras grandes perseguições em matas ou florestas feitas pelo mundo. 

Um dos casos mais famosos aconteceu no ano passado na Alemanha. Yves Rausch, de 31 anos, ficou conhecido como o “Rambo da Floresta Negra”. A polícia foi chamada depois que testemunhas disseram ter visto um suspeito rondando uma cabana.

Cercado pelos agentes, Yves entregou arco, flechas e uma lança, mas logo em seguida rendeu os policiais com uma pistola, roubou todas as armas, e fugiu.

A caçada mobilizou 2.500 agentes, helicópteros e cães farejadores, causando um enorme constrangimento para a polícia alemã. O “Rambo alemão” foi encontrado depois de cinco dias, escondido em um arbusto.

Por que a polícia ainda não prendeu Lázaro Barbosa?

Na França, uma perseguição parecida aconteceu no mês passado. Depois de agredir a ex-namorada e atirar no novo companheiro dela, o ex-soldado Terry Dupin, de 29 anos, fugiu para a mata, na região da Dordonha.

Encontrado depois de 36 horas, ele foi gravemente ferido na troca de tiros e está em coma até hoje.

Em 2019, dois adolescentes de 18 e 19 anos protagonizaram a maior caçada humana da história do Canadá. Eles fugiram para a floresta depois de assassinar três pessoas: um australiano, uma americana e um canadense.

As buscas mobilizaram agentes dos três países. Em fuga, os suspeitos percorreram 3 mil quilômetros em três semanas. Os dois foram encontrados mortos, depois de cometer suicídio.

Exclusivo: Tia de Lázaro diz que ele não agiu sozinho; assista

  • lázaro barbosa
  • serial killer
  • rambo da floresta negra