Jornal da Band

Delegado Da Cunha é indiciado por simular prisão para vídeo

Policial, que tem canal no YouTube e é influenciador digital, vai responder por peculato na Corregedoria da Polícia Civil de SP

Da Redação, com Jornal da Band 24/09/2021 • 19:46 - Atualizado em 24/09/2021 • 19:56

A Corregedoria da Polícia Civil São Paulo indiciou o delegado Carlos Alberto da Cunha, que simulou a prisão de um traficante para gravar um vídeo para seu canal no YouTube.

No vídeo acima, as imagens da ação foram encenadas. O sequestrador já tinha sido preso e a vítima libertada pouco antes. 

Mas tanto o criminoso, quanto a vítima e os policiais foram orientados pelo delegado Carlos Alberto da Cunha a simular o momento da prisão para que o vídeo fosse gravado e postado na internet. Tudo para que o delegado ganhasse mais seguidores.

Segundo a Corregedoria, ele fez isso várias vezes, sempre com o mesmo motivo. Agora, vai responder por peculato - desvio da função pública para ganho próprio.

Da Cunha, titular da 8ª Seccional da Polícia Civil de São Paulo, alega que as acusações são infundadas e que as gravações foram feitas como evidências contra os suspeitos.