Jornal da Band

Estados Unidos ultrapassam a marca de 1 milhão de mortos pela covid

O presidente Joe Biden lamentou o que chamou de perda irreparável e pediu que todos permaneçam vigilantes

Eduardo Barão 12/05/2022 • 20:14 - Atualizado em 12/05/2022 • 20:16

Os Estados Unidos superaram a marca de 1 milhão de mortos pela covid-19. O número de óbitos supera a população da cidade de São Francisco e é um recorde no mundo.

O primeiro caso da doença no país foi registrado em janeiro de 2020, quando um passageiro voltava de Wuhan, na China.

O presidente Joe Biden lamentou o que chamou de perda irreparável e pediu que todos permaneçam vigilantes.

Autoridades em saúde acreditam que o número maior de mortes por covid no país pode ter relação com outros fatores: como a grande quantidade de obesos e hipertensos, sistemas de saúde que ficaram no limite e a rejeição de muitos americanos à vacina.

O país que mais investiu no desenvolvimento de imunizantes tem apenas 66% da população completamente vacinada. Cerca de 100 milhões de pessoas aptas a receber as doses ainda não atenderam ao chamado.

No mundo, o número de vítimas da covid de aproxima de 5,5 milhões, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

Mas cálculos da entidade revelam que o número real de vítimas da pandemia pode ser até três vezes maior, por causa da subnotificação e do colapso dos sistemas de saúde durante os surtos mais graves.