Jornal da Band

Guedes faz "pedido desesperado de socorro" para resolver problema dos precatórios

Governo tem dívidas judiciais de R$ 90 bilhões que devem ser pagas em 2022

Da Redação, do Jornal da Band 15/09/2021 • 21:11 - Atualizado em 15/09/2021 • 21:14

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez um “pedido desesperado de ajuda” ao presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, e ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para que resolver o problema dos precatórios e, assim, conseguir criar o Bolsa Família turbinado.

O governo tem dívidas judiciais de R$ 90 bilhões que devem ser pagas no ano que vem. Guedes vem alertando que isso pode inviabilizar a implantação do novo programa social. 

Ao ouvir o pedido de ajuda, Fux chegou a fazer uma brincadeira. “Guedes é meu amigo. É tão meu amigo que coloca no colo um filho que não é meu”, disse.

O ministro da Economia então respondeu que se tratava de um “pedido desesperado de socorro”.

Precatórios são requisições de pagamento expedidas pelo Judiciário para cobrar de municípios, estados ou da União, assim como de autarquias e fundações, valores devidos após condenação judicial definitiva. 

O governo federal enviou uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) com a proposta de parcelar o que deveria pagar no ano que vem para abrir um espaço no Orçamento.  

O acordo com o Supremo esfriou e agora Guedes tenta retomar as negociações.

  • Paulo Guedes; Ministério da Economia; STF; Senado