Notícias

Médico espanca idoso durante discussão de trânsito no Rio de Janeiro

O agressor ainda vai ser ouvido pela Polícia

Por Laila Hallack

Um novo caso de covardia durante uma discussão de trânsito, mas agora no Rio de Janeiro. Um idos de mais de 70 anos foi espancado na frente do neto. O agressor é o médico cardiologista, Leonardo bandeira Arantes, de 56 anos.

O ataque de fúria aconteceu em menos de um minuto. O agressor sai do carro e parte para cima do idoso, de 71 anos. A sequência de socos só para quando outras pessoas conseguem separar os dois. A vítima, que sofreu vários ferimentos e uma fratura na costela, passou por exame de corpo de delito e vai ter que fazer uma cirurgia.

O episódio aconteceu em um cruzamento, no bairro Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O que começou com um desentendimento no trânsito se tornou um momento traumático para toda a família: o neto do idoso, de apenas 7 anos, estava no carro e presenciou tudo.

O médico Leonardo Bandeira, que também é irmão do presidente da OAB no Rio de Janeiro, Luciano Bandeira Arantes, ainda vai ser ouvido pela polícia. O caso foi registrado como lesão corporal. Testemunhas que estavam no local devem prestar depoimento na próxima segunda-feira (17). A família não quer que a agressão fique impune.

Outro caso

Em Santos, no Litoral Paulista, um caso de violência contra um idoso terminou em morte.  Cesar Fine Torresi, de 77 anos, foi agredido com uma voadora na frente do neto de 11 anos. Ele sofreu traumatismo craniano ao bater a cabeça e morreu. 

O idoso atravessou a rua com a criança e encostou no capô do carro de Thiago Gomes de Souza, de 29 anos, que ficou irritado e atacou o aposentado. O agressor, com passagens pela polícia, foi preso na hora. Ontem, na reconstituição do crime, ele se ajoelhou e pediu perdão.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais