Jornal da Band

Microempresas migram para a garagem para economizar com aluguel

Inquilinos deixam locação comercial, que acumula alta nos reajustes, além de aumentos no preço da energia e da água

Márcio Campos, do Jornal da Band 21/10/2021 • 19:41 - Atualizado em 21/10/2021 • 19:57

Para economizar com aluguel, muitos negócios mudaram de endereço e foram parar na garagem das casas dos empreendedores.

Do lado de fora, um sobrado. Dentro, a garagem deu espaço para uma sala de espera, e uma parede improvisada garantiu uma sala para dois funcionários.

É de sua casa que Jorge Rodrigues toca os negócios imobiliários há um ano. Só com aluguel e condomínio, economiza R$ 3 mil.

“Os aluguéis estão muito caros. Tenho meu vizinho aqui ao lado, ele fez a mesma coisa com o escritório dele também. Graças a Deus, tenho tudo que eu preciso aqui no meu escritório”, garantiu.

A mudança que Jorge fez foi impulsionada pela pandemia. Mas, atualmente, outros fatores influenciam mais inquilinos a deixar o aluguel comercial, que acumula alta nos reajustes, além do aumento no preço da energia e da água.

Com a tendência, é importante procurar saber as autorizações necessárias para adaptar os espaços.

May Moratto e o marido Willian também trocaram o espaço comercial, que custava R$ 5 mil por mês, pela garagem de casa. Ela também precisou demitir os dez funcionários.

Agora, só o casal toca o salão de estética. Deu tão certo que eles já pediram na junta comercial para alterar o endereço do CNPJ e ter o alvará definitivo.

“Elas vêm, seguem o protocolo da mesma forma que a gente seguia no salão. Graças a Deus, nós temos clientes fiéis desde sempre. Então, elas não se incomodam em vir para cá”, afirmou a micropigmentadora.