Jornal da Band

Projeto quer proteger 'superendividados' e ajudar a pagar contas

Meta é renegociar com empresas credoras e evitar comprometimento de renda

Da Redação, com Jornal da Band 10/06/2021 • 20:18 - Atualizado em 10/06/2021 • 20:18
Meta é renegociar com empresas credoras e evitar comprometimento de renda
Meta é renegociar com empresas credoras e evitar comprometimento de renda
Reprodução

Uma nova lei vai ajudar quem tem muitas contas atrasadas a se livrar das dívidas. As informações são do repórter Juliano Dip, do Jornal da Band.

Com gastos que não param de subir e novas despesas, muita gente acaba se endividando. O estudante Diego Rocha, por exemplo, teve que renegociar o empréstimo que fez em um banco para quitar o financiamento estudantil.

“Como a dívida estava em um valor de R$ 7 mil, eles não queriam tirar os juros” conta Rocha. “E foi onde eles fizeram essa negociação amigável, que colocou para três meses para eu poder estar começando a pagar.”

Em abril, chegamos a 63 milhões de pessoas com contas atrasadas no Brasil - um aumento de 0,7% em relação a março.

Porém, um projeto que acaba de ser aprovado no Senado e segue para sanção presidencial deve ajudar quem tem muitas contas atrasadas. O texto prevê que o superendividado possa reunir todas as empresas credoras em uma audiência para negociar, e garante que nem toda a renda seja comprometida com os pagamentos.

“Ele precisa desse (valor) mínimo existencial, então ele vai conseguir aprovação para pagar isso em um prazo maior, porque ele não pode comprometer aquilo que ele precisa para sobrevivência. Isso é muito legal também em relação ao acordo”, detalhou Lorelay Lopes, educadora financeira.

Além disso, haverá regras para limitar o crédito consignado e condições para o que devedor fique com o nome limpo mais rápido. Desta forma, mais de R$ 350 bilhões circularão na economia.

Para sanar as dívidas, é preciso calma. Nada de sair por aí desesperado fazendo empréstimo na boca do caixa. Primeiro, você precisa saber o tamanho do seu débito e envolver toda a família no processo de corte de gastos

“Se eu estou me organizando então para pagar dívidas, diminuir as dívidas, eu preciso cortar despesas. Para ter essa clareza, a gente precisa acompanhar todas as despesas ao longo do mês”, acrescentou Lorelay.

  • Dívidas
  • economia