Jornal da Band

Vacinados podem transmitir a variante Delta da Covid-19, diz órgão de saúde dos EUA

Para o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), delta é tão contagiosa quanto a catapora; vacinas disponíveis no Brasil conseguem proteger as formas graves da nova cepa

Da redação, com Jornal da Band 01/08/2021 • 10:19
Vacinados podem transmitir a variante Delta da Covid-19
Vacinados podem transmitir a variante Delta da Covid-19
FolhaPress

Um relatório divulgado nos Estados Unidos faz novo alerta sobre a variante delta da Covid-19, que vem ganhando força no mundo. De acordo com o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA), a cepa pode ser transmitida inclusive por pessoas vacinadas. Assista a reportagem do Jornal da Band deste sábado, dia 31:


A variante delta foi identificada pela primeira vez na Índia e vem ganhando força na Ásia e países da Europa. Ela ainda não é dominante no Brasil, mas já há casos por aqui. O CDC fez dois alertas nesta semana: 1) a variante delta é contagiosa tanto quanto a catapora, doença com mais de 3 milhões de casos ao ano no Brasil e que 2) a nova cepa pode ser transmitida inclusive por pessoas vacinadas, o que coloca em xeque a expectativa de zerar os casos de Covid no mundo. 

Mas, o momento não é de pânico, justamente porque as vacinas disponíveis conseguem proteger as formas graves da doença e diminuir as chances de morte. Segundo o infectologista Álvaro Furtado Costa, apesar dos locais citados terem um aumento de casos da variante delta neste momento, não há crescimento nos casos de internações. “Os pacientes não desenvolvem a forma grave, nem evoluem para óbito, porque a vacina cobre manifestações de gravidade”, disse. “Todos as tecnologias de vacina disponíveis no Brasil protegem contra a variante delta e contra a forma grave de manifestação pela cepa”, completou o médico. “A questão que estamos discutindo é uma cobertura um pouco menor para as formas leve e moderada, mas isso não inviabiliza, de forma alguma, a eficácia dessas vacinas para a proteção da forma grave da doença, que é o que precisamos neste momento no Brasil para diminuir quantidade de óbitos.”

Quem corre o risco, neste momento, são os grupos que ainda não receberam a vacina. Nos EUA, por exemplo, cerca de 97% das pessoas hospitalizadas com Covid-19 não receberam nenhuma dose. O país que já havia flexibilizado o uso de máscaras, voltou atrás. “Dentro do contexto de prevenção, a saída é ser vacinado e continuar usando máscaras para diminuir a circulação, especialmente, da variante delta”, finalizou o infectologista. 

  • delta
  • covid
  • EUA