Jornal da Band

Vereador é preso em operação contra facção criminosa no RS

Investigação aponta que candidatura de Juca Soares, em Cachoeirinha, foi financiada por criminosos

Ticiano Kessler, do Jornal da Band 03/08/2021 • 20:06 - Atualizado em 03/08/2021 • 21:15

Um vereador foi preso hoje numa operação da Polícia Civil contra uma facção criminosa no Rio Grande do Sul. Segundo a investigação, a candidatura de José Francisco Soares da Silva, o Juca Soares (PSD), vereador na cidade de Cachoeirinha, na grande Porto Alegre, foi financiada pelo tráfico.

Os alvos da polícia eram integrantes de uma das maiores facções criminosas do estado, envolvida com o tráfico de drogas, assassinatos e exploração de jogos de azar. 

Para a operação, 250 policiais cumpriram 82 mandados de busca e de prisão em oito cidades gaúchas. O vereador e mais 21 pessoas acabaram detidas.

“Toda a sua campanha foi financiada por essa organização criminosa, baseada em violência, em ameaças e chantagens do eleitor e também com políticos”, explica Cassiano Cabral, delegado do departamento de homicídios.

O irmão do vereador chegou a ser considerado o foragido número 1 do Rio Grande do Sul. Segundo a polícia, ele comandava de Santa Catarina os negócios criminosos. Em março, Tiago Soares foi preso em Itapema, no litoral norte de Santa Catarina.

Conhecido como “Tiago Pequeno”, ele motivou o nome da operação: Cidade de Deus. Antes de ser preso, ele vivia em um apartamento de luxo com vista para o mar.