Jornal da Noite

Massacre no Texas: Polícia admite que demorou demais para agir

Agentes entraram 78 minutos após primeiro pedido de socorro das vítimas

Da redação, com Jornal da Noite 28/05/2022 • 07:47

A Polícia demorou quase uma hora e 20 minutos para entrar na escola do Texas depois que o primeiro pedido de socorro foi feito. Durante esse tempo, várias pessoas ligaram para a emergência implorando por socorro.

Autoridades do estado do Texas admitiram que vários erros cometidos pelos agentes ajudaram a prolongar o massacre na Robb Elementary School, com saldo trágico de duas professoras e 19 alunos executados.

Segundo o xerife, os policiais que foram à cena do crime decidiram não invadir o colégio de Uvalde e esperar pela Força Tática e pelo zelador do prédio, que tinha uma cópia da chave.

Eles acreditavam que o suspeito estava atrás de uma trincheira numa sala de aula e que não havia crianças em risco. Por mais de uma hora o atirador Salvador Ramos - de 18 anos - fez mais de cem disparos.  Os protocolos ensinados aos policiais em situações como essa indicam que a os agentes devem atuar o mais rápido possível para reduzir a possibilidade de vítimas.