Jornal da Noite

Suspeita de matar namorado com brigaderião envenenado se entrega à polícia

Julia estava foragida desde o dia 22 de maio, após ser liberada pela polícia em primeiro depoimento sobre a morte do empresário Luiz Marcelo Antônio Ormond

Da redação

Suspeita de matar namorado com brigaderião envenenado se entrega à polícia
Reprodução/Band

Júlia Andrade Carthemol Pimenta, principal suspeita de matar o empresário e namorado Luiz Marcelo Antônio Ormond, entregou-se à polícia na noite desta terça-feira (4). Mais cedo, a advogada Hortência Menezes informou que a cliente se apresentaria às autoridades. O crime ocorreu no Rio de Janeiro.

“Eu não tenho como dar declaração nenhuma, seja em defesa técnica ou o que vai acontecer, mas adianto que a intenção da Julia é se entregar. A Júlia quer colaborar e ela pretende, sim, se entregar, essa é a vontade dela”, disse a advogada em entrevista coletiva.

Julia estava foragida desde o dia 22 de maio. Ela chegou a prestar depoimento, mas foi liberada. Depois, não foi mais vista. O corpo de Luiz foi encontrado no dia 20, no apartamento onde os dois moravam, já em estado avançado de decomposição.

A expectativa é que ela seja ouvida, novamente, agora como a principal suspeita de ter assassinado o namorado. A polícia acredita que o crime tenha sido premeditado e motivado por interesses econômicos.

Também hoje, o padrasto e a mãe de Júlia prestaram depoimento. Entre outras testemunhas já ouvidas pela investigação, estão outro homem com quem a suspeita se relacionava e o gerente da farmácia onde comprou medicamentos à base de morfina. As drogas teriam sido usadas para envenenar o empresário.

A polícia também informou que já pediu à Justiça do Rio de Janeiro uma série de medidas cautelares, como a quebra do sigilo bancário da acusada para rastrear as movimentações financeiras dela.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais