Notícias

MP denuncia o deputado Fernando Cury por importunação sexual contra Isa Penna

Deputa foi afastado por seis meses na última semana

Da redação com Rádio Bandeirantes 03/04/2021 • 12:47 - Atualizado em 03/04/2021 • 12:59

Ministério Público de São Paulo denuncia o deputado estadual Fernando Cury por importunação sexual contra a também deputada Isa Penna (PSOL). O parlamentar vai responder na Justiça por apalpar o seio da colega durante uma sessão da Assembleia Legislativa paulista. As informações são do jornalista Pedro Campos, da Rádio Bandeirantes.

O Procurador-Geral de Justiça Mário Sarrubbo apresentou denúncia ainda na quinta-feira, antes da determinação da Assembleia Legislativa do afastamento do deputado por seis meses, sem recebimento de salário.  

O documento diz que Cury “se aproximou e, de forma acintosa, praticou atos de importunação sexual, com o objetivo de satisfazer a sua lascívia, sem o consentimento ou anuência da ofendida”. O Procurador analisou o vídeo da sessão que mostra o momento em que o deputado pratica o ato e destaca que os dois parlamentares não tinham amizade.

Na denúncia, estão arrolados como testemunhas, além de Isa Penna, os deputados Cauê Macris (PSDB), Alex de Madureira (PSD), Érica Malunguinho (PSOL), Carlos Pignatari (PSDB) e André do Prado (PL). Não consta, entretanto, os depoimentos dos parlamentares.

Cury foi afastado do cargo

No ano passado, ele foi filmado passando a mão nos seios da deputada Isa Penna (PSOL) durante sessão na Casa dedicada à votação do orçamento. 

Cury será afastado durante 180 dias, e o suplente, padre Afonso Lobato (PV), assume suas funções. O deputado suspenso ficará todo o período sem salário, e o gabinete, sem verba.

Após a decisão da Alesp, Isa Penna gravou um vídeo em que afirma que, embora defendesse a cassação do colega, a punição precisa ser comemorada. 

“É histórico. É um marco, sem dúvida alguma. Estou muito feliz. Ainda que eu quisesse a cassação, não consigo deixar de estar feliz”, disse ela. 

  • Fernando Cury
  • Isa Penna