Notícias

Número de mortes ocasionadas pela Covid-19 aumentam no interior do Rio de Janeiro

Óbitos em 73 cidades já representam mais de 33% do total registrado no estado entre março e abril

Da Redação, com BandNews FM 11/04/2021 • 14:43
Número de mortes ocasionadas pela Covid-19 aumentam no interior do Rio de Janeiro
Número de mortes ocasionadas pela Covid-19 aumentam no interior do Rio de Janeiro
Divulgação/Governo do Estado do Rio de Janeiro

O número de mortes ocasionadas pela Covid-19 no interior do Rio de Janeiro já representa 33,8% de todos os óbitos da pandemia no estado entre os meses de março e abril. O índice leva em consideração dados disponibilizados até o dia 10 de abril pela Secretaria de Estado de Saúde. As informações são do Gustavo Sleman, da BandNews FM

Segundo o painel, durante esse período 73 municípios que não fazem parte das chamadas Regiões Metropolitana I e II regitraram até o momento 1.439 mortes, enquanto que o total nas 92 cidades flumineses é de 4.257. 

O levantamento mostra que o índice superou o observado durante os primeiros meses da pandemia. Até o fim de junho de 2020, o interior teve 1.365 óbitos confirmados, o que representou 9,6% de todas as vidas perdidas no território fluminense.

Dentro do Planejamento Regional Integrado, o Rio de Janeiro é dividido em nove regiões, sendo que as Metropolitanas I e II abrangem a capital e outros 18 municípios como Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu. Já as regiões da Baía da Ilha Grande, Médio Paraíba, Centro Sul, Serrana, Norte, Noroeste e Baixada Litorânea englobam o chamado interior do estado.

De acordo com o Painel Coronavírus Covid-19 do governo estadual, nem mesmo pelo polos regionais, que geralmente recebem pacientes de municípios vizinhos menores, estão dando conta. No Norte, por exemplo, Campos dos Goytacazes já tem 92% dos leitos de UTI ocupados.

Em Nova Friburgo, na Serra, a situação é mais grave: não há mais vagas disponíveis, como alerta a defensora pública. 

Na Região dos Lagos, a oferta de vagas também é muito baixa. Apesar de na última semana a Defensoria Pública ter obtido na Justiça uma liminar que obrigava a abertura de leitos no Hospital Estadual Roberto Chabo, em Araruama, ainda não houve ação por parte do governo do Rio de Janeiro.

Para a defensora Raphaela Jahara, essa seria uma forma de amenizar a situação na região, que chega a ter uma média 90 a 100 pessoas por dia na fila de espera. 

Segundo a atualização mais recente do mapa de risco, as regiões Serrana e Metropolitana I estão na bandeira roxa, o que representa risco muito alto. As demais estão na cor vermelha.

  • mortes
  • alta
  • número
  • Covid-19
  • interior
  • Rio de Janeiro