Olhar de Repórter

Dark kitchens: projeto para regulamentação é enviado à Câmara de SP

Reportagem teve acesso aos detalhes do projeto que vai regulamentar o modelo de negócio

Da redação, com Olhar de Repórter 28/05/2022 • 11:04 - Atualizado em 28/05/2022 • 13:36

Conforme o Olhar de Repórter vem mostrando, a Prefeitura de São Paulo vai regulamentar o funcionamento das dark kitchens. No programa deste sábado (28), a reportagem teve acesso ao projeto que já foi enviado à Câmara de Vereadores.

Nele, algumas regras foram detalhadas, como o alvará de funcionamento, que não será mais de simples condomínios de escritórios. As dark kitchens terão 180 dias para cumprir as novas determinações.

Porém, detalhes importantes foram deixados de fora do projeto, como a adequação de novos empreendimentos à lei de zoneamento, para serem regulamentados depois.

Vereadores disseram à reportagem que o modelo de negócio será preservado e que o objetivo da Câmara é chegar em um consenso entre vizinhos e empreendedores. Outras audiências públicas também serão feitas para debater o assunto antes da votação.

O que são as dark kitchens?

As dark kitchens são cozinhas industriais compartilhadas, normalmente voltadas aos serviços de entrega. Elas ficam em bairros e ruas residenciais de São Paulo. O tema ganhou repercussão depois que o Olhar de Repórter mostrou o problema que essas cozinhas industriais causam para a população que mora no entorno desses empreendimentos.