Notícias

Papa Francisco pede que pais de homossexuais não condenem os filhos

Pontífice já declarou que pessoas LGBTQIA+ têm o direito de constituírem família

Da redação com BandNews TV 26/01/2022 • 12:40 - Atualizado em 26/01/2022 • 13:04
Papa Francisco já deu outras declarações em defesa aos LGBTQIA+
Papa Francisco já deu outras declarações em defesa aos LGBTQIA+
Reprodução Instagram

Durante audiência com fiéis no Vaticano, nesta quarta-feira, 26, o papa Francisco pediu aos pais de homossexuais que não condenem os filhos, mas ofereçam apoio a eles. A declaração do pontífice foi dada durante discurso em que abordou as dificuldades que podem estar presentes nas relações familiares.

Esta não foi a primeira vez que Francisco defendeu o público LGBTQIA+. No ano passado, ele disse que homossexuais têm o direito de constituírem família e que, embora a Igreja não aceite o casamento entre pessoas do mesmo sexo, deve haver a aceitação da união civil.

Em 2013, o papa sinalizou que os homossexuais não devem ser marginalizados, mas, sim, integrados à sociedade. 

Porém, já em março de 2021, com o aval do pontífice, o Vaticano decidiu que a Igreja Católica não pode abençoar a união de casais homossexuais, sob a justificativa de que o casamento de pessoas do mesmo sexo é um “pecado”.