Notícias

PEC da transição deve ser votada no plenário do Senado nesta quarta (7)

Com as alterações na CCJ do Senado, valor da PEC acima do teto de gastos para bancar o Bolsa Família de R$ 600 cai de R$ 175 bilhões para R$ 145 bilhões

Por Édrian Santos

PEC da transição deve ser votada no plenário do Senado nesta quarta (7) Edilson Rodrigues/Agência Senado
Edilson Rodrigues/Agência Senado

A proposta de emenda constitucional (PEC) que abre espaço no Orçamento 2023, acima do teto de gastos, para bancar o Bolsa Família de R$ 600 com acréscimo de R$ 150 por criança deve ser votada nesta quarta-feira (7) no plenário do Senado. A sessão está prevista para começar às 16h.

Na última terça-feira (6), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado alterou o texto original e deu aval para a continuidade da tramitação da peça.

Diferente do que previa o próximo governo, os parlamentares da CCJ reduziram a validade da PEC de quatro para dois anos, mantiveram o Bolsa Família no teto de gastos e reduziram o valor de R$ 175 bilhões para R$ 145. Além disso, a gestão do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) terá até agosto de 2023 para apresentar uma nova âncora fiscal.

Para ser aprovado no Senado é preciso ter o apoio de 49 votos em dois turnos. Se aprovada, a PEC seguirá para a Câmara Federal, ontem também passará por dois turnos e precisará de três quintos dos votos, ou seja, 308 deputados precisam ser favoráveis. 

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais