Notícias

Pesquisa: 45% dos profissionais já esconderam condição de desemprego

Vergonha e medo de deixar uma má impressão foram os principais motivos

Da Redação, com Jornal da Band 16/05/2021 • 09:12 - Atualizado em 16/05/2021 • 12:23

O porteiro Fernando José Rodrigues saiu do emprego no início de 2020 para cuidar da mãe doente, mas, quando tentou se recolocar, veio a pandemia e as oportunidades sumiram.

“Estou procurando mais pela internet. Presencial é mais difícil. Muitas pessoas nem pegam o currículo na mão”, explica ele.

A esposa Maria Cristina Rodrigues tem arcado com as despesas, mas a situação está complicada. “Pagar aluguel, pagar as contas e sobreviver com a alimentação não dá”, lamenta.

Assim como Fernando, mais de 14 milhões de brasileiros estão desempregados, condição que muitos preferem não declarar. Segundo um levantamento da rede social LinkedIn, que também é uma plataforma de vagas, 45% dos profissionais já esconderam de pessoas próximas que estavam desempregados.

O motivo principal foi a vergonha, além do medo de um novo empregador achar que faltou habilidade ao funcionário para se manter na vaga anterior. 

Carmen Migueles, professora de cultura empresarial da FGV, deu algumas dicas para quem está buscando se recolocar no momento de crise.

“Não demonstrar desespero e não falar mal do último chefe ou último emprego, revelando algum tipo de mágoa por ter sido demitido ou algo desta maneira. No momento de crise, sabemos que há profissionais de excelente capacitação desempregados no mercado”.

  • desemprego
  • brasil