Notícias

PF investiga desaparecimento de jornalista britânico e ativista brasileiro

A Polícia Federal está investigando o desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips, do jornal britânico The Guardian e do ativista brasileiro, ex-integrante da Funai, Bruno Pereira

Da Redação 06/06/2022 • 15:05 - Atualizado em 06/06/2022 • 18:43

Eles foram vistos pela última vez por volta de 6h desse domingo (4) quando se preparavam para visitar uma comunidade local na terra indígena Vale do Javari, no Amazonas. 

Dom e Bruno partiram na semana passada de barco para uma região conhecida como Lago do Jaburu. A previsão é que eles chegassem ao seu destino na noite de sexta-feira (3).

O jornalista inglês e o ativista estariam recebendo ameaças de garimpeiros que atuam de forma ilegal na região.

Ainda segundo o comunicado, eles teriam retornado ao rio para chegar até Atalaia do Norte. A viagem não deveria ter levado mais de três horas, mas um grupo de busca independente foi enviado por volta das 14h, depois que eles não chegaram.

Em nota, a Polícia Federal diz que investiga o caso. Já o Ministério Público Federal (MPF) afirma, também em nota, que instaurou um procedimento administrativo para apuração do desaparecimento.  

Ao MPF, a Marinha do Brasil afirmou que conduzirá as buscas, por meio do Comando de Operações Navais.

Nota da Polícia Federal

A Polícia Federal informa que já está acompanhando e trabalhando no caso referente ao desaparecimento do indigenista Bruno Araújo Pereira, da Fundação Nacional do Índio (Funai), e do jornalista inglês Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, que desapareceram no Vale do Javari, na Amazônia, quando faziam o trajeto entre a comunidade Ribeirinha São Rafael até a cidade de Atalaia do Norte. As diligências estão sendo empreendidas e serão divulgadas oportunamente.

Nota do Ministério Público Federal 

O Ministério Público Federal (MPF) foi informado pela União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), na manhã de hoje (6), do desaparecimento do indigenista Bruno Araújo e do jornalista Dom Phillips na região do Vale do Javari, no extremo oeste do Amazonas.

De acordo com as informações iniciais, o desaparecimento ocorreu no trecho entre a comunidade São Rafael e o município de Atalaia do Norte (AM).

A partir da comunicação, o MPF instaurou um procedimento administrativo para apuração e acionou a Polícia Federal, a Polícia Civil, a Força Nacional, a Frente de Proteção Etnoambiental Vale do Javari e a Marinha do Brasil. Esta última já confirmou ao MPF que conduzirá as atividades de busca na região, por meio do Comando de Operações Navais.

O MPF seguirá intermediando as ações de buscas e mobilizando as forças pra assegurar a atuação integrada e articulada das autoridades, visando solucionar o caso o mais rápido possível.