Notícias

Polícia dispersa balada com 600 pessoas em Osasco; 400 estavam sem máscara

Evento na casa noturna estava lotado; segundo autoridades, a Paris Vegas Lounge não tinha saídas de emergência ou extintores de incêndio

Da redação 09/05/2021 • 07:43 - Atualizado em 09/05/2021 • 15:45

A Polícil Civil dispersou na madrugada deste domingo uma festa com com 600 pessoas em uma casa noturna de Osasco de Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo. Cerca de 400 dos participantes do evento estavam sem máscara de proteção contra a Covid-19.

O caso aconteceu por volta das 2h30 deste domingo (09), bairro de Rochdale. No endereço, funciona a Paris Vegas Lounge, que se descreve em sua página no Facebook como uma casa de eventos, drinks, narguilé e bebidas em geral.

Vídeos registrados pela própria Polícia Civil mostram os agentes da força-tarefa de fiscalização entrando e fazendo o flagrante do público, que lotava o galpão.

Por conta da grande quantidade de pessoas na balada, os fiscais enfrentaram dificuldades em estabelecer a ordem e tiveram de usar megafones para orientar a multidão.

O galpão abriga uma estrutura completa, com camarotes, palco para DJ, bares e pista de dança. O local não possui janelas ou qualquer ventilação natural. Lotado, o espaço fazia com que as pessoas estivessem muito próximas às demais.

A fiação elétrica do galpão é precária, não havia saídas de emergência ou extintores de incêndio. Por isso, a polícia acredita que o público corria sério risco de morte.

As autoridades acreditam que essa é a segunda maior quantidade de pessoas já encontrada aglomerada pelo grupo de fiscais.

Quatrocentos dos frequentadores foram flagrados sem a máscara de proteção facial, o que deve render ao proprietário do local uma multa que pode ultrapassar os R$2 milhões apenas por essa infração.

Dezenas de engradados das mais diversas bebidas alcóolicas, narguilés, máquinas de cartões de débito e crédito, freezers, mesas de som e iluminação também são parte das apreensões.

Papelotes de drogas, como cocaína e LSD, foram encontrados pelo chão. Quatro pessoas, entre gerentes e funcionários do local, foram detidas e levadas a depor.

O galpão foi autuado, interditado e lacrado pelos agentes, que, diante das muitas irregularidades, devem pedir que a autorização de funcionamento da casa seja cassada.

O caso foi encaminhado ao 10º DP de Osasco, onde deve ser investigado.

Outro flagrante com 120 pessoas em SP

A polícia acabou também com uma festa na zona sul de São Paulo com 120 pessoas. Oito pessoas estavam sem máscara. Autoridades acreditam que os participantes do evento foram orientados a carregar a máscara consigo e teriam colocado a proteção quando os policiais chegaram ao local.

Os jovens compartilhavam narguilés e copos de bebidas na casa noturna, que também não tinha saídas de emergência e extintores de incêndio.

Três pessoas envolvidas com a organizado do evento foram conduzidas para prestar depoimento na delegacia.

  • Covid-19