Primeiro Jornal

12 pessoas são presas por golpe do falso empréstimo em São Paulo

No endereço onde os estelionatários foram presos, uma pequena central usada para aplicar os golpes foi encontrada

Matheus Pastori e Igor Calian, no 1º Jornal 22/10/2021 • 06:43 - Atualizado em 22/10/2021 • 08:15

Doze pessoas foram presas acusadas de integrar quadrilha especializada em golpes do falso empréstimo na zona leste de São Paulo. O caso aconteceu na noite desta quinta-feira (21), no Tatuapé.

De acordo com a Polícia Civil, por conta de um grande número de denúncias, os agentes passaram a investigar a ações de um grupo suspeito. 

Os trabalhos policiais revelaram que os estelionatários, oito homens e quatro mulheres, usavam nomes de bancos renomados para oferecer supostos empréstimos a juros muito abaixo da média. Anúncios eram disponibilizados principalmente em sites e redes sociais.

Ao receberem o contato das vítimas, os golpistas passavam a apresentar uma série de dificuldades para que o empréstimo fosse concedido. Eles alegavam, por exemplo, que o score da pessoa estava baixo e se dispunham a aumentar o índice, mediante taxas de pagamento prévio. 

Assim, o golpe era aplicado quando as vítimas depositavam as quantias solicitadas e nunca recebiam o suposto empréstimo. Uma das vítimas chegou a ser lesada em R$1500. Pessoas de todo o Brasil eram alvo dos criminosos. 

No endereço onde os estelionatários foram presos, uma pequena central usada para aplicar os golpes foi encontrada. Com a quadrilha, foram apreendidos 12 celulares, cadernos com anotações, dois notebooks e um computador. 

O caso foi registrado pelo DP Central de Mauá, cidade em que moram muitas das pessoas que denunciaram o esquema fraudulento.