Primeiro Jornal

Baterista do Molejo denuncia vizinha por discriminação contra filho autista no Rio de Janeiro

Policia Civil informou que os envolvidos e testemunhas foram ouvidos na delegacia da Taquara e que o inquérito foi relatado e encaminhado à Justiça

Francini Augusto, no 1º Jornal 14/09/2021 • 07:41 - Atualizado em 14/09/2021 • 11:11

O baterista do Grupo Molejo denunciou que filho com autismo foi alvo de discriminação no condomínio que eles moram na zona oeste do Rio de Janeiro. 

Jimmy batera como é conhecido e sua esposa, Cristiane Sales, registraram o caso na delegacia da Taquara envolvendo o filho do casal, George, de apenas 7 anos, que é portador da síndrome. 

George estava brincando com outra criança na área de lazer do prédio. Então, ao abordar uma outra mulher sobre um problema com uma das crianças, que não George, uma vizinha começou as ofensas. 

Jimmy conta que essa vizinha da família, afirmou: "depois que autismo virou moda, retardado tinha mudado de nome". E diante dessa situação, o pequeno George, gravou uma mensagem de posicionamento ao lado pai. 

Nas redes sociais, o Grupo Molejo e o Projeto Kephas divulgaram uma nota de repúdio, solicitando que as autoridades competentes se pronunciem e tomem todas as providências cabíveis no sentido de que se apure com rigor os responsáveis, para que eles sejam indiciados e punidos. 

Já a Policia Civil informou que os envolvidos e testemunhas foram ouvidos na delegacia da Taquara e que o inquérito foi relatado e encaminhado à Justiça.

  • autismo
  • discriminação
  • denúncia
  • Molejo
  • Rio de Janeiro