Primeiro Jornal

Novo golpe: quadrilha de falsos entregadores de aplicativo é presa em São Paulo

De acordo com a Polícia Militar, os acusados se cadastravam como entregadores, utilizando documentos falsos e até mesmo fotos 3x4 de pessoas aleatórias

Matheus Pastori e Igor Calian, no 1º Jornal 28/10/2021 • 07:33 - Atualizado em 28/10/2021 • 07:43

Quatro pessoas foram presas acusadas de integrar uma quadrilha especializada em golpes contra uma empresa de entregas por aplicativo, na zona sul de São Paulo. A prisão dos estelionatários aconteceu nesta última quarta-feira (27), na Avenida das Nações Unidas, em Santo Amaro. 

De acordo com a Polícia Militar, os acusados se cadastravam como entregadores da Rappi, utilizando documentos falsos e até mesmo fotos 3x4 de pessoas aleatórias. 

Eles imprimiam as imagens em tamanhos ampliados, de forma a fraudar o esquema de segurança do sistema de cadastro, que pede uma foto selfie para justamente comprovar a identidade do colaborador. 

Na sequência, já cadastrados, os golpistas passavam a receber os pedidos como entregadores regulares. Eles chegavam a ir até as lojas e supermercados, faziam as compras solicitadas, mas nunca as entregavam. 

Assim, os clientes que haviam pedido as mercadorias e não as receberam acionavam a empresa para que os pagamentos fossem estornados. Ainda segundo a PM, apenas nesta quarta-feira (27), os estelionatários lesaram a empresa em cerca de R$200 mil.

Os quatro presos confessaram o crime e ainda admitiram que praticam este tipo de golpe já há mais de dois anos, tendo voltado à ativa devido às flexibilizações de restrições sanitárias. O caso foi registrado no 11º DP, onde é investigado.