Primeiro Jornal

Ônibus voltam a circular em SP e rodízio de veículos é retomado

Os carros com placas finais 7 e 8 não podem circular no centro expandido entre 7h e 10h e 17h e 20h

Mark Figueredo 30/06/2022 • 06:47 - Atualizado em 30/06/2022 • 07:43

Os ônibus voltaram a circular nesta quinta-feira (30) na capital paulista. A greve de motoristas e cobradores foi encerrada ontem depois de o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) considerar a paralisação abusiva e determinar a volta imediata do transporte público. O TRT também aplicou multa de R$ 100 mil. 

Apesar da punição, o sindicato da categoria avaliou o movimento como positivo porque conseguiu ter reivindicações atendidas, como o pagamento de 100% das horas extras. 

Com o retorno dos ônibus, o rodízio municipal de veículos também volta a valer na capital paulista. Hoje, os veículos com placas finais 7 e 8 não podem circular no centro expandido entre 7h e 10h e das 17h às 20h. Está proibida ainda a circulação de automóveis pelas faixas e corredores exclusivos de ônibus.

Greve de ônibus

Nesta terça-feira (28), o Sindmotoristas anunciou uma paralisação de 24 horas. Os trabalhadores exigiam o horário de almoço remunerado, a participação nos lucros (PLR), adequação de nomenclaturas e plano de carreiras do setor de manutenção, entre outros pontos.

Na última greve, que ocorreu no dia 14 de junho, a categoria conseguiu que os empresários reajustassem o salário em 12,47% retroativo a maio. Com isso, os trabalhadores anunciaram o retorno das atividades por cinco dias até a conclusão das negociações sobre os outros itens da pauta.

Galeria de Fotos

Veja imagens da situação dos terminais de ônibus de SP
1/11

Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Lucas Jozino/Rádio Bandeirantes
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Lucas Jozino/Rádio Bandeirantes
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Lucas Jozino/Rádio Bandeirantes
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Lucas Jozino/Rádio Bandeirantes
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Renan Sukevicius/BandNews FM
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Renan Sukevicius/BandNews FM
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Renan Sukevicius/BandNews FM
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Renan Sukevicius/BandNews FM
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Renan Sukevicius/BandNews FM
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Renan Sukevicius/BandNews FM
Motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo estão em greve nesta quarta-feira (29) Renan Sukevicius/BandNews FM

Em entrevista ao Bora SP o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, criticou a greve e chamou a postura do sindicato de irresponsável. Ele argumentou que a paralisação não fazia sentido porque o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) já julgaria as pendências da última negociação.

“É irresponsável o que estão fazendo. Esses demais itens estão para ser julgados. Poderia ter sido aguardado. Não teria porque fazer essa greve”, lamentou Nunes.