Primeiro Jornal

Sequestro termina com acidente, tiroteio e duas vítimas feridas em São Paulo

O caso aconteceu na noite desta última quarta-feira (24) no cruzamento da Avenida do Estado com a Avenida Tiradentes, em frente à estação Armênia do Metrô

Aelson Santos, Matheus Pastori e Mark Figueredo, no 1º Jornal 25/11/2021 • 07:35 - Atualizado em 25/11/2021 • 10:20

Um sequestro terminou com um acidente, tiroteio e duas vítimas feridas na capital paulista. O caso aconteceu por volta das 20h desta quarta-feira (24) no cruzamento da Avenida do Estado com a Avenida Tiradentes, em frente à estação Armênia do Metrô. 

De acordo com a Polícia Militar, dois homens, um de 72 e outro de 50 anos, saiam de um prédio e, enquanto entravam em um carro modelo Honda City, foram abordados por dois criminosos, que os tomaram como reféns. 

Os bandidos estavam em fuga e o alvo dos criminosos seria o carro em que estavam as vítimas. O porteiro do edifício notou a movimentação suspeita e acionou a PM. 

Com as características do carro, os policiais conseguiram localizar os bandidos, que desobedeceram às ordens de parada, dando início a uma perseguição. 

Em determinado ponto, no cruzamento entre as duas avenidas, o bandido que assumiu a direção do carro roubado perdeu o controle e bateu em uma Tracker preta, ocupada por três pessoas, que passava por ali. 

Com a batida, os bandidos foram alcançados pelos militares. Ao perceber que estavam sem saída, os assaltantes saíram do veículo de arma em punho. 

Houve um intenso tiroteio em que um dos bandidos e um dos sequestrados, de 50 anos, foram baleados. 

O criminoso foi levado ao PS Vergueiro e a vítima ao PS da Santa Casa e ambos passam por cirurgia. Não há maiores detalhes sobres seus estados de saúde. 

O segundo bandido foi preso e uma senhora, de 70 anos, ficou ferida em uma das mãos e em um dos pés pelos estilhaços de vidro provocados na colisão dos carros. 

Os demais ocupantes do carro atingido pelos bandidos não se feriram, apesar do veículo ter ficado cravado de balas. O caso foi registrado pelo 8 DP, onde deve ser investigado.