Primeiro Jornal

SP: Falsa granada em consulado russo mobiliza esquadrão anti-bombas

Artefato foi deixado no portão da representação consular da Rússia, na Zona Sul da capital

Da Redação, com Primeiro Jornal 23/05/2022 • 07:42 - Atualizado em 23/05/2022 • 08:27

O Esquadrão Anti-Bombas do do Gate (Policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais) da Polícia Militar (PM) foi mobilizado na noite desse domingo (22) para remover um artefato encontrado em frente ao Consulado da Rússia, na Zona Sul de São Paulo. 

De acordo com a polícia, o objeto era uma falsa granada. Foram utilizados roupas especiais e um robô para remover o artefato suspeito. 

O entorno do Consulado-Geral da Rússia, na Avenida Lineu de Paula Machado, ficou interditado por aproximadamente três horas e foi liberado no começo da madrugada desta segunda (23). 

Por volta das 23 horas de domingo (22), a PM foram acionada por um segurança do consulado que viu pelas câmeras de monitoramento a movimentação de uma pessoa próxima ao portão. 

Agentes da Policia Civil, Polícia Militar, Bombeiros, CET e uma unidade do esquadrão antibombas do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foram mobilizados.

Militares do esquadrão antibombas do Gate iniciaram a operação analisando as imagens das equipes de área para começar os trabalhos de desativação da suposta bomba. 

Depois disso, um pequeno robô controlado à distância foi utilizado para remover o objeto. Um raio-X mostrou que se tratava de um objeto sem nenhuma carga em seu interior. As primeiras análises apontavam que o objeto se parecia com uma granada de mão. 

A Polícia Civil deve investigar quem deixou o objeto na porta do consulado. 


 


 

Inscreva-se Para receber nossas novidades

Li e concordo com os Termos de Uso e Políticas de Privacidade