Notícias

Putin anuncia ação militar na Ucrânia e há relatos de bombas em Kiev

Presidente da Rússia disse que pretende desmilitarizar os ucranianos

Eduardo Barão 24/02/2022 • 00:34 - Atualizado em 24/02/2022 • 00:39
Putin disse que não pretende ocupar a Ucrânia
Putin disse que não pretende ocupar a Ucrânia
Foto: Reuters

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu que enviou uma operação militar para a Ucrânia, na madrugada desta quinta-feira (24). Ele fez o anúncio na televisão, por volta das 5 horas no horário local, e aumentou a tensão entre os dois países. Já surgiram relatos de repórteres correspondentes que ouviram estouros de bombas em diversas cidades, inclusive na capital Kiev.

Putin declarou que o objetivo da missão especial é desmilitarizar a Ucrânia, mas não ocupá-la. 

Diante da ameaça, o presidente da Ucrânia, Vladimir Zielinski, anunciou o fechamento do espaço aéreo. Portanto não há mais aviões comerciais sobrevoando o país.

O Conselho de Segurança da ONU organizou uma reunião para definir os próximos passos. Por enquanto as represálias anunciadas foram sanções econômicas contra a Rússia.

Vídeo: Entenda o contexto histórico que divide os dois países