Notícias

Randolfe Rodrigues: CPI avalia fazer diligência em depósito do Ministério da Saúde

Marcelo Queiroga disse que não tinha informações sobre o estoque de hidroxicloroquina

Da redação com BandNews TV 06/05/2021 • 17:03
CPI ouviu o ministro Marcelo Queiroga
CPI ouviu o ministro Marcelo Queiroga
Agência Senado

A CPI da Pandemia avalia a possibilidade de fazer uma diligência em um depósito do Ministério da Saúde para checar a presença de estoque de comprimidos de hidroxicloroquina. A informação foi dada pelo vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), ao repórter Erick Mota da BandNews TV.

Durante o seu depoimento à CPI da Pandemia, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que não sabia da existência de um estoque de comprimidos. Depois de questionado uma segunda vez sobre o tema, ele prometeu trazer a informação aos senadores.

Randolfe afirmou que não estuda uma acareação entre o ministro e seus assessores, mas que a comissão pode realizar uma diligência caso a informação não chegue aos senadores: “A CPI já avalia fazer uma diligência aos depósitos do Ministério da Saúde para constatar e existência de estoque desse medicamento”.

A defesa de Bolsonaro do uso da hidroxicloroquina contra a Covid-19 tem sido um tema central da CPI. Queiroga evitou entrar em rota de colisão com o presidente e quando questionado sobre o assunto sempre respondeu que não pode fazer juízo de valor em relação ao tema.

Entretanto, o ministro admitiu que o medicamento pode provocar arritmia nos pacientes e deve ser usado apenas com prescrição médica.

  • Randolfe Rodrigues