Notícias

Recomendação de vacinação contra Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos é suspensa pelo Ministério da Saúde

Nova indicação é para imunização de pessoas dessa faixa etária com deficiência permanente, comorbidades ou por privação de liberdade

Da Redação, com BandNews FM, Rádio Bandeirantes e BandNews TV 16/09/2021 • 12:03 - Atualizado em 16/09/2021 • 16:10

Ministério da Saúde suspendeu a recomendação para imunização contra Covid-19 em jovens de 12 a 17 anos, restringindo a aplicação das vacinas somente aos adolescentes que apresentem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade.

A decisão ocorre apesar da autorização pela Anvisa do uso da vacina da Pfizer para pessoas desta faixa etária. A nota técnica foi publicada no sistema do Ministério da Saúde na noite desta última quarta-feira (15), assinada eletronicamente pela secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite de Melo.

Entre as justificativas, o Ministério da Saúde aponta que a maioria dos adolescentes sem doença preexistente não sofre de casos graves da doença, que há somente um imunizante avaliado em ensaios clínicos e que os benefícios da vacinação nessas pessoas ainda não estão claramente definidos.

Os estados e municípios têm autonomia para decidir se suspendem ou não a imunização nessa faixa etária. Veja a situação de alguns deles após a nova orientação.

Conselho Nacional dos Secretários de Saúde

Um ofício foi encaminhado nesta manhã pelo Conass e Conasems para Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a autorização para uso da vacina em adolescentes de 12 a 17 anos. 

No documento divulgado eles solicitam um posicionamento da Anvisa sobre a decisão do Ministério da Saúde e sobre a importância da imunização da faixa etária. “Entendemos que a vacinação dos adolescentes cumpre importantes papel na estratégia de controle da pandemia no Brasil”, diz trecho do ofício. 

São Paulo

A cidade de São Paulo continuará vacinando adolescentes apesar da nova orientação do Ministério da Saúde. Em nota enviada à Rádio Bandeirantes, a prefeitura da capital afirmou que segue o Plano Estadual de Imunização e 85% dos adolescentes que moram na cidade já tomaram a primeira dose. 

A Secretaria de Saúde de Campinas também disse que vai continuar vacinando os adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades contra a covid-19.

Já o governo estadual, em nota, lamentou a decisão do Ministério da Saúde, afirmando que ela vai na contramão de autoridades sanitárias de outros países e que continuará vacinando os adolescentes de 12 a 17 anos de idade por recomendação do Comitê Científico do Estado. A imunização começou em SP no dia 18 de agosto e já foram imunizadas cerca de 2,4 milhões de pessoas, ou seja, 72% deste público. 

Rio de Janeiro

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro está reunida com as secretarias municipais de Saúde para decidir se suspendem ou não a aplicação de doses da vacina Pfizer em adolescentes nos municípios do estado fluminense. 

A prefeitura do Rio de Janeiro, por sua vez, disse que vai manter a vacinação de todos os adolescentes pelo menos até o final dessa semana, mas vai discutir o tema em reunião marcada para a próxima segunda-feira (20). Nesta quinta, a capital vacina as meninas de 14 anos.

Minas Gerais

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais confirmou que vai seguir a orientação do Ministério da Saúde e que disse aguarda o envio de recomendação para os adolescentes que já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Espírito Santo

A Secretaria Estadual disse que vai manter a vacinação de todos os adolescentes, não seguindo a recomendação do Ministério da Saúde.

Distrito Federal

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha afirmou em sua rede social que vai seguir a recomendação do Ministério da Saúde e suspender a aplicação da vacina. Ele tinha anunciado anteriormente que manteria a imunização. 

Rio Grande do Sul

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul disse que está mantida a vacinação até nova análise, a ser realizada no momento em que novas doses forem disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. 

Bahia, Paraíba e Rio Grande do Norte

Autoridades de Salvador, da Paraíba e de Natal confirmaram que irão paralisar a imunização desse público. Na capital baiana, a imunização para essa faixa etária já havia começado e há relatos de adolescentes que estavam na fila e foram informadas da recomendação do Ministério.

Goiânia

A Secretaria de Saúde de Goiânia informou que vai manter a vacinação de todos os adolescentes, não seguindo a recomendação do Ministério da Saúde.  

  • vacina
  • vacinação
  • adolescentes
  • Covid-19
  • pandemia