Notícias

Rio planeja liberar uso de máscara de proteção contra Covid-19 em novembro

Prefeitura apresentou plano de flexibilização das medidas de restrição na capital fluminense nesta quinta

Da redação, com Bandnews FM Rio 29/07/2021 • 17:30 - Atualizado em 29/07/2021 • 17:43
Para isso, até lá, o município precisa estar com 80% da população vacinada com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19
Para isso, até lá, o município precisa estar com 80% da população vacinada com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19
Adriano Ishibashi/FramePhoto/Folhapress

A Prefeitura do Rio de Janeiro quer liberar o uso da máscara de proteção contra o coronavírus em novembro. A partir do dia 15, o uso só seria obrigatório nos transportes públicos e nos estabelecimentos de saúde. Para isso, até lá, o município precisa estar com 80% da população vacinada com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. 

O anúncio foi feito nesta quinta-feira (29), quando a Prefeitura apresentou o plano de flexibilização das medidas de restrição da pandemia.

O plano também prevê a liberação de 50% do público nos estádios a partir do dia 2 de setembro, desde que todos estejam com o esquema vacinal completo. Os eventos em ambientes abertos também devem ser permitidos a partir desta data, além de 50% de público com esquema vacinal completo nas boates e festas em ambiente fechado.

A segunda etapa do plano está prevista para o dia 17 de outubro, quando a Prefeitura quer permitir 100% da capacidade de público com esquema vacinal completo nos estádios e também nas boates e festas em ambientes fechados.

Já a partir do dia 15 de novembro, além da liberação do uso de máscaras, o município quer autorizar a livre circulação de pessoas sem restrição de capacidade ou distanciamento.

Apesar do anúncio, a Prefeitura disse que pode voltar atrás caso ocorra um novo aumento no número de mortes pela Covid-19 na cidade.

Mesmo acreditando que as metas são otimistas, o prefeito Eduardo Paes e o secretário municipal de saúde Daniel Soranz afirmaram que o plano é conservador, já que países como os Estados Unidos fizeram a liberação com uma porcentagem menor da população adulta vacinada.

Até agora a cidade vacinou 73% da população adulta. A meta é chegar a 90%.

Entre os dias 2 e 5 de setembro, a prefeitura quer fazer eventos de lançamento do plano de retomada da cidade, com a presença de DJs em diversos pontos da orla carioca e com o estabelecimento de ponto facultativo na sexta-feira. O dia 2 deve ser decretado o feriado municipal do dia do reencontro.

  • rio de janeiro
  • covid-19
  • flexibilização