Notícias

Testes da Butanvac: veja como ser voluntário por vacina brasileira contra covid-19

Primeira etapa de estudos clínicos do Butantan demandará 418 voluntários

Da Redação, com Bora SP 18/06/2021 • 09:43 - Atualizado em 18/06/2021 • 17:14

A Butanvac, vacina com tecnologia nacional contra a covid-19 e feita pelo instituto Butantan, vai começar a ser testada em humanos.

Para isso, é preciso ter voluntários. Mais precisamente, 418 nesta primeira etapa dos estudos. 

O Butantan diz que o único critério para participar é ter entre 18 e 59 anos. Assim, até quem já tomou outras vacinas ou já teve coronavírus pode se candidatar.

“A progressão do estudo prevê a incorporação não só de pessoas não vacinadas e não expostas como também grupos de pessoas vacinadas e de pessoas que tiveram a Covid-19, exatamente para comparação da resposta imune, já prevendo a vacinação periódica. Tudo indica que teremos a necessidade de uma vacinação pelo menos anual em relação à evolução dessa epidemia", explicou Dimas Covas, diretor do Butantan.

Um pré-cadastro para quem quiser participar dos estudos foi aberto no site do Butantan. O Instituto diz que quem participar dos testes pode tomar se vacinar normalmente nas próximas semanas, conforme o calendário previsto pelo governo do estado de São Paulo. 

O Butantan agora conta o gesto nobre de voluntários que vão contribuir para ciência e para que o Brasil possa ter a própria vacina, mais barata e sem depender de outros países para produção. Fabio Pawlyszyn já foi voluntário de outra fabricante, a Janssen. E recomenda.

“No estágio que chega, para testar uma vacina em nós seres humanos, é porque já passou por vários estágios. Então não tenha medo, se inscreva. Se for convocado, vá, seja voluntário da vacina brasileira”, pediu o coordenador de saúde.

O Instituto Butantan já tem 8 milhões de doses estocadas da Butanvac, que passará por estudos clínicos de segurança e eficiência antes de ter pedido para seu uso submetido à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). 

O estudo clínico vai avaliar se a vacina é segura. Depois, será estudada a resposta imunológica que os participantes do estudo desenvolverão. Os resultados da pesquisa serão comparados aos de outras vacinas, permitindo inferir a eficiência da vacina.

Em outubro, a expectativa do Butantan é ter 40 milhões de doses prontas para o uso.

Butantan já produziu 8 milhões de doses da Butanvac

  • butanvac
  • covid-19
  • vacina