Notícias

Sem máscara, homem surta e chama guardas para briga no litoral de SP

Segundo os agentes, ele estava com bicicleta e não usava o acessório obrigatório em público em Praia Grande

Da Redação, com Bora Brasil 12/04/2021 • 16:07 - Atualizado em 12/04/2021 • 16:27

Um homem causou um escândalo no meio do calçadão da orla de Praia Grande, litoral de São Paulo. Ele surtou ao ser abordado por guardas civis e chamou os agentes para a pancadaria após ser orientado a usar a máscara. As informações são do Bora Brasil.

O morador do bairro Caiçara perdeu o controle ao ser abordado pela Guarda Civil Municipal (GCM) em uma ciclovia da avenida Presidente Castelo Branco no último sábado (10). 

Abordado pela GCM, o homem, que filmou toda a ação, disse que está sem trabalhar na praia e com cinco meses de aluguel atrasado. Ele também afirmou morar ao lado do local no qual foi abordado e chamou os agentes para a briga.

"Me dá mata leão logo [golpe de imobilização]. Vou até tirar meus óculos. Me prende, eu não fiz nada, tô do lado da minha casa", disse claramente nervoso. 

"Me algema, eu nao tô armado. Eu sou morador aqui há 17 anos. Cadê a lei do direito de ir e vir? Cadê a Constituição Federal?", questionou. "Me prende, p*****! Não vou colocar a mão na cabeça. Eu não cumpro decreto, então me prende. Vamos partir pra agressão? Só saio daqui na agressão", continuou o homem, mesmo com os guardas armados. 

A prefeitura de Praia Grande disse que o homem foi levado para a 1° Delegacia de Polícia do município após a chegada da Polícia Militar e alega que ele foi abordado por estar de bicicleta e sem máscara na ciclovia.

"Ao notar a presença da viatura GCM, o indivíduo repentinamente colocou a mão na cintura por baixo da camisa manuseando um instrumento. Diante dessa atitude suspeita, de imediato fora dada voz de parada ao indivíduo, que ao ouvir a ordem desceu de sua bicicleta e reagiu de forma agressiva", afirmou a prefeitura. 

  • praia grande
  • regras sanitárias
  • covid-19
  • guarda civil