Notícias

STF decide que Crivella seja julgado na Justiça Eleitoral por caso do "QG da Propina"

Ministro Gilmar Mendes disse que a 1ª Vara Criminal Especializada não teria competência para julgar ação

De Redação, com BandNews FM 20/04/2021 • 23:47 - Atualizado em 20/04/2021 • 23:51
Crivella é acusado de chefiar um esquema de propina dentro da prefeitura em sua gestão
Crivella é acusado de chefiar um esquema de propina dentro da prefeitura em sua gestão
Tânia Rêgo/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal determinou nesta terça-feira (20) que o ex-prefeito do Rio, Marcelo Crivella, seja julgado pela Justiça Eleitoral. As informações são de Julia Kallembach, da BandNews FM.

Crivella é acusado de chefiar um esquema de propina dentro do executivo municipal, que ficou conhecido como “QG da Propina”. 

Na decisão, o ministro Gilmar Mendes afirmou que a 1ª Vara Criminal Especializada da Capital, onde o processo tramita atualmente, não teria competência para julgar o caso. 

O ex-prefeito e outras 25 pessoas são réus no processo e respondem pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. 

Marcelo Crivella foi preso no dia 22 de dezembro. Atualmente, cumpre prisão domiciliar. 

  • marcelo crivella
  • qg da propina
  • gilmar mendes
  • stf
  • rio de janeiro