Notícias

Três pessoas morrem por falta de oxigênio em Santo André

Um enfermeiro que trabalha no AME disse que houve “negligência”

Da redação com Rádio Bandeirantes 01/06/2021 • 11:47 - Atualizado em 01/06/2021 • 13:09
Três pessoas morrem por falta de oxigênio em Santo André
Três pessoas morrem por falta de oxigênio em Santo André
Reprodução

Três pessoas morrem por falta de oxigênio em Santo André, na Grande São Paulo. O repórter Agostinho Teixeira, da Rádio Bandeirantes, apurou que os óbitos ocorreram hoje, entre 4h e 5h, no Ambulatório Médico de Especialidades.

Trata-se de uma unidade exclusiva para pacientes com Covid-19, administrada pela Secretaria Estadual da Saúde.

Uma usina de oxigênio inaugurada pelo governo de São Paulo é responsável pelo abastecimento.

Um enfermeiro que trabalha no AME disse que houve “negligência”. Ele também informou que relatos sobre problemas no fornecimento já tinham sido feitos aos responsáveis.

O enfermeiro disse ainda que um engenheiro chegou a fazer uma vistoria técnica na rede de oxigênio.

A Secretaria de Estado de Saúde afirma que abriu sindicância para apurar o caso. Leia abaixo a nota completa:

A Secretaria de Estado da Saúde determinou a abertura de sindicância no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Santo André com relação aos óbitos dos pacientes ocorridos hoje (1).

A pasta estadual também determinou que a Fundação ABC, organização social de saúde gestora da unidade, afaste temporariamente todos os eventuais responsáveis até que os fatos sejam apurados.  

A manutenção da usina de oxigênio já foi realizada e o serviço está totalmente reestabelecido.

A Secretaria e o AME se solidarizam com as famílias e tomarão as providências cabíveis.

  • Santo André