Notícias

Vacinação do grupo prioritário termina em setembro, prevê ministro da Saúde

Marcelo Queiroga confirmou tratativas do governo para adquirir mais 100 milhões de doses da Pfizer

Da Redação, com BandNews FM e Band Notícias 21/04/2021 • 21:40 - Atualizado em 21/04/2021 • 22:37

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou as tratativas do governo para adquirir mais 100 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 da Pfizer. Durante coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (21), o ministro afirmou ainda que a previsão é a de que a vacinação dos grupos prioritários termine em setembro. As informações são da BandNews FM.

São 77 milhões de brasileiros nos grupos classificados como prioritários. A previsão do Ministério da Saúde é que a primeira dose tenha sido aplicada em todo o grupo até a primeira quinzena de julho. A imunização completa, com a dose de reforço, terminaria em setembro.

Antes, a meta era concluir os trabalhos em maio. Diante dos questionamentos, Queiroga respondeu que não há motivos ficar "contando vacinas". 

"Vamos deixar de ver só problema. Porque, na realidade, a gente está aqui para dar solução para nossa população. Fica com essa coisa de contando dose de vacina", disse.

O ministro disse ainda que uma nova versão do plano nacional de vacinação deve ser divulgada na próxima semana, e os trabalhadores da limpeza urbana vão entrar no grupo prioritário. 

Sobre a nova negociação com a Pfizer, Queiroga afirmou que as doses deverão ser entregues no ano que vem.

Ao ser questionado sobre os detalhes do novo lote, Queiroga ressaltou que novas informações só poderão ser dadas após a assinatura do contrato.

Sobre o medicamento da Roche, aprovado pela Anvisa para tratamento de pessoas com Covid-19, Queiroga afirmou que ainda será feita a análise sobre a incorporação do remédio no Sistema Único de Saúde.  

O ministro disse ainda que será feito um pregão eletrônico sem fixação de preço para a compra de itens que fazem parte do chamado kit intubação. 

Segundo ele, 80 mil itens do kit serão doados pela Espanha e deverão chegar até o final da semana que vem.

Mais de 2 milhões de itens do kit já haviam sido doados por um grupo de empresas. Os medicamentos já foram distribuídos aos estados.

  • vacina
  • covid-19
  • ministério da saúde