Notícias

Vacinação em Duque de Caxias (RJ) registra confusão; criança com Síndrome de Down foi imunizada

Apesar da síndrome estar na lista de prioridades, a vacinação em crianças não está autorizada, por causa da falta de testes do imunizante no público da faixa etária

Da Redação, com BandNews FM 11/04/2021 • 07:57 - Atualizado em 12/04/2021 • 10:00
Vacinação em Duque de Caxias (RJ) registra confusão; criança com Síndrome de Down foi imunizada
Vacinação em Duque de Caxias (RJ) registra confusão; criança com Síndrome de Down foi imunizada
Reprodução/Instagram

Este último sábado (10) foi marcado mais uma vez por confusão na campanha de vacinação de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.  O prefeito Washington Reis, inclusive abriu uma exceção e autorizou a imunização de uma criança com Síndrome de Down. As informações são do Vinicius Fernandes, da BandNews FM e do Marcus Sadok, do BandNews TV

Apesar da síndrome estar na lista de prioridades, a vacinação em crianças não está autorizada, por causa da falta de testes do imunizante no público da faixa etária.

A assessoria da prefeitura de Duque de Caxias foi questionada e informou que o fato da criança ter Síndrome de Down é suficiente para a vacinação. A cidade pretende criar um calendário de imunização para crianças com a síndrome.

As filas nos postos começaram ainda de madrugada de ontem. Uma ouvinte, que prefere não ter a identidade divulgada, conta que a desorganização era tão grande, que só conseguiu vacinar os familiares sete horas depois de chegar no ponto instalado no bairro Laureano.

O imunizante foi aplicado em idosos a partir dos 60 anos, em 14 pontos montados na cidade.

Além da polêmica em torno dos episódios de desorganização do esquema de vacinação, um vídeo mostrando o prefeito Washington Reis aplicando a vacina em um homem viralizou na Internet. O registro teria sido feito na sexta-feira (9).

A assessoria de imprensa do prefeito disse que tudo não passou de uma encenação, que já teria ocorrido outras vezes, quando Washington Reis encontra um conhecido. A Prefeitura ainda afirmou que, apesar disso, o prefeito poderia aplicar a dose, se quisesse, já que que foi proprietário de uma farmácia.

Segundo a Anvisa, porém, a aplicação de vacinas só pode ser realizada por um profissional legalmente habilitado, o que não é o caso do prefeito. Essa habilitação é dada pelos conselhos profissionais.

Veja o vídeo: 

  • vacinação
  • Duque de Caxias
  • confusão
  • Covid-19