Notícias

BH vai investigar se passageira chegou ao Brasil com variante ômicron

Mulher desembarcou na capital mineira depois de deixar o Congo, na África, onde a nova cepa tem sido detectada com mais frequência

Da Redação, com Bandnews FM 29/11/2021 • 15:19 - Atualizado em 01/12/2021 • 09:02

A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte monitora o caso de uma paciente com diagnóstico positivo para covid-19, que desembarcou na capital mineira depois de deixar o Congo, na África, no dia 17 de novembro. Ela pode ter sido infectada com a variante ômicron.

A paciente também passou pela Turquia, desembarcou em São Paulo no dia 20 de novembro e chegou a BH na mesma data.

O caso foi encaminhado ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde, que pediu o sequenciamento genético do vírus para investigação, uma vez que a passageira tem histórico de viagem pelo continente africano.

Na África, foram detectados os primeiros casos da variante ômicron, classificada como variante de preocupação do coronavírus pela Organização Mundial da Saúde.

Segundo a pasta, a paciente esta internada em um leito de isolamento no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte.

Variante Ômicron no Brasil?

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) está monitorando, desde o final de semana, outra suspeita de variante ômicron no país.

O homem, que foi vacinado, tem covid-19, mas está assintomático e foi colocado em em quarentena residencial  em Guarulhos (SP). 

O passageiro veio em um voo da África e desembarcou no país no sábado (27).  Até quarta-feira (1º) deve sair o resultado de um exame sobre a variante que infectou essa pessoa.

A partir desta segunda-feira (29), o Brasil fechou fronteiras aéreas com a África do Sul, onde a variante foi originalmente descoberta. Voos e passageiros oriundos de Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue também estão temporariamente proibidos.

Vídeo: Brasileiro relata situação na África do Sul com variante