Notícias

Velório de Maradona tem aglomeração e tumulto

Da Redação com BandNews FM 26/11/2020 • 16:09 - Atualizado em 26/11/2020 • 17:12
Fila em frente à Casa Rosada para o velório de Maradona
Fila em frente à Casa Rosada para o velório de Maradona
Reprodução/Twitter

Uma fila grande se formava mesmo antes do início do velório de Maradona. Durante o dia uma multidão se encaminhou para a Praça de Maio, onde fica a Casa Rosada- sede oficial do governo da Argentina que recebeu o corpo do ex-jogador. O apresentador do BandNews em Alta Frequência e comentarista da equipe de esportes da rádio, Fábio França, está no local e conversou com comerciantes e fãs.

As informações desencontradas sobre a duração do velório causaram tumulto. A presidência do país queria que ele fosse velado por três dias, mas a família disse que as homenagens terminariam hoje às 16h. A polícia fechou a entrada de novas pessoas e provocou um corre-corre. Os fãs do eterno “menino de ouro” atiraram paus e pedras nos policiais, que reagiram com bombas de efeito moral. Depois disso, a família aceitou que o velório fosse esticado até às 19h. Ainda não há informações sobre o enterro de Diego.

Emocionada, Andrea Osorio lamentou a confusão que houve entre policiais e os fãs que só querem um tempo a mais para se despedirem do craque, já que as filas são grandes. "Eu admiro o Maradona, me encanta o futebol, eu o amo porque nos deu uma alegria imensa que foi o Mundial em 1986. É uma tristeza que passemos por isso, ainda mais em um ano difícil para todos por causa da pandemia. Era muito mais que um jogador, era um ser humano com os erros como todos, com os acertos", disse ela.

Marcelo Gonzalez trabalha a cerca de 2 km da Casa Rosada e comentou que é uma pena que houve o confronto entre fãs e policiais. Torcedor do River Plate, ele destacou a grandeza de Maradona e o amor dos argentinos em geral.

Do outro lado no futebol, Leonardo Melío, que torce para o Boca Juniors, declarou que o ídolo é incomparável. Ele nasceu três anos depois da conquista da Copa do Mundo de 1986, conduzida pelo ex-camisa 10, mas sabe da grande alegria que ele deu ao povo. Apesar de não ter conseguido chegar à Casa Rosada, Leo continuará tentando até o último minuto.

O volume de pessoas na região fez com que o comércio fosse fechado. Nas ruas, é possível ver telões com homenagens ao ícone do futebol com a frase “Gracias, Diego”.

O funeral teve início por volta de 6h. Antes, a cerimônia foi restrita a familiares e amigos mais próximos. O fluxo é controlado por policiais na porta do palácio presidencial.

O caixão de Maradona, ídolo no país e lenda do futebol mundial, está coberto com uma bandeira da Argentina e camisas da seleção e do Boca Juniors, clube de coração do craque.

Maradona morreu depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória na quarta-feira.

  • Diego Maradona