Anvisa aguarda informações da Merck sobre o comprimido para combater a covid

Da Redação 15/10/2021 • 13:44
 Comprimido da Merck
Comprimido da Merck
Merck & Co.via AP

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária aguarda informações da Merck sobre o comprimido para combater a covid.

De acordo com a empresa, a pílula reduziu em cerca de 50% o risco de hospitalização e morte de pacientes que podem desenvolver formas graves.

A Fiocruz mantém conversas iniciais com a farmacêutica americana para fabricar o antiviral no Brasil e distribuir pelo Sistema Único de Saúde.

Em entrevista a José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes, o gerente-geral de medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes, disse que a notícia é boa.

No entanto, segundo ele, antes dos próximos passos, agora é necessário que os estudos da Merck sejam avaliados pela agência.

Os avanços da ciência no combate ao coronavírus são positivos, mas não podem levar a um relaxamento na vacinação, alerta Gustavo Mendes.

Ele ressalta que, ao contrário do que diz o presidente Jair Bolsonaro, quem já teve covid precisa, sim, ser imunizado.

O gerente-geral de medicamentos da Anvisa atribui ao avanço da vacinação a tendência de redução de casos e mortes por covid no Brasil.


 

  • anvisa
  • merck
  • comprimido
  • covid