Entretenimento

Cristiana Oliveira diz que brigou para interpretar Juma “mesmo que não fizesse sucesso”

Em entrevista exclusiva, a atriz falou sobre personagens marcantes e a relação com a fama e o dinheiro

Da Redação

Em entrevista ao programa "Do Bom e Do Melhor", da Rádio Bandeirantes, Cristiana Oliveira conversou com Danilo Gobatto sobre sua trajetória profissional. A atriz, abriu seu coração sobre a luta para conquistar o papel de Juma, a relação com a fama e o dinheiro, e como suas experiências pessoais moldaram sua carreira.

Cristiana começou refletindo sobre o início de sua jornada, antes do sucesso estrondoso de "Pantanal". 

Ela relembrou a persistência e determinação necessárias para conquistar o papel de Juma Marruá, na primeira versão de “Pantanal”. "Eu briguei. Briguei feio", disse ela, enfatizando que, embora a luta tenha sido figurativa, ela insistiu na sua capacidade de interpretar a personagem, apesar das dúvidas iniciais dos produtores. 

Eles procuravam inicialmente por atrizes veteranas, como Cláudia Ohana ou Glória Pires, mas Cristiana conseguiu o papel devido à sua determinação.

A atriz ressaltou que seu interesse pela personagem Juma era genuíno, sem qualquer motivação pela fama. "Mesmo que não fizesse sucesso, eu ia ter um prazer em fazer a Juma, uma mulher tão grande", explicou Cristiana, destacando que a conexão com a personagem foi instintiva e emocional. 

Ela descreveu Juma como uma mulher com uma mistura fascinante de personalidade forte e doçura, características que a atraíram profundamente para o papel.

“Eu nunca fui atrás da fama e do dinheiro”

A carreira de Cristiana Oliveira começou de maneira inesperada. Após sair da obesidade, um amigo a incentivou a desfilar para uma marca popular da época, o que a levou a participar de um concurso de modelos do Jornal do Brasil. 

"Eu fui desclassificada e tudo bem, não estava com nenhuma pretensão", relembrou ela. No entanto, uma reavaliação a levou a ser reclassificada e, eventualmente, vencedora do concurso, iniciando sua trajetória como modelo.

A transição para a atuação também ocorreu inusitadamente. Trabalhando como jornalista e modelo, Cristiana foi convidada para um comercial de uma linha de lã. "Eu era modelo, jornalista, e precisava de uma fonte extra de renda", disse ela.

A oportunidade de atuar no comercial abriu portas para um teste para a novela "Kananga do Japão", onde interpretou uma personagem secundária, mas crucial, o que marcou sua estreia na TV.

Cristiana falou sobre o apoio e as preocupações de seus pais quando decidiu seguir a carreira na televisão. "Eles tinham medo da fama, do sucesso", contou. Para ela, a atuação era uma oportunidade a ser explorada, sem a pressão de buscar reconhecimento ou fortuna. "Nunca tive o sonho de ser famosa", afirmou a atriz.

Não demorou muito e ela acabou convidada para "Pantanal" e o sucesso desse e de outros projetos subsequentes consolidou Cristiana Oliveira como um nome na teledramaturgia brasileira.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais