Rádio Bandeirantes

Delegado diz que pensões na região da Cracolândia são usadas como depósito de drogas

Operação da Polícia Civil cumpre 140 mandados de busca e apreensão no centro de São Paulo; 30 hospedarias teriam sido usadas para guardar e distribuir as drogas pela região

Da redação

A Polícia Civil realiza desde as primeiras horas desta quinta-feira (13) uma operação na região central de São Paulo contra o tráfico de drogas na Cracolândia. 

São cumpridos mais de 140 mandados de busca e apreensão de investigados associados ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.  

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o delegado Carlos César Castiglioni afirmou que hotéis e hospedarias na região da Cracolândia tem sido usados como depósitos de drogas e mais de 20 equipes da Polícia Civil estão na região do Largo do Arouche.  

A operação Downtown, que está na terceira fase, mira pensões e hospedarias que são utilizadas para o tráfico de drogas e para a armazenagem das drogas.  

"Muitos donos de hospedarias da região estão mudando de lugar de acordo com o fluxo (da Cracolândia) enquanto todos fogem do fluxo", disse.  

Segundo o delegado, cerca de 30 hospedarias teriam sido usados para guardar e distribuir as drogas pela região. Nesta fase da operação Downtown não foram expedidos mandados de prisão – o foco é revelar que as pensões, de fato, trabalhavam para o crime organizado.

"O tráfico não resiste se nós acabarmos com as hospedarias que são usadas como depósito de drogas", disse o delegado.  

De acordo com as investigações, as pensões aceitam hóspedes sem um cadastro formal e muitas vezes os quartos estão vazios e acabam servindo para o armazenamento de entorpecentes.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais