Rádio Bandeirantes

Entenda por que a Avenida Paulista não abriu por 2 domingos

De acordo com subprefeito da Sé, responsável pela região, cancelamento do programa Ruas Abertas na via aconteceu por motivos de segurança

Entenda por que a Avenida Paulista não abriu por 2 domingos
Divulgação/MTur

A Avenida Paulista, ponto turístico no Centro de São Paulo fechado, não foi aberta somente para pedestres pelo segundo final de semana consecutivo no último domingo (16).

Responsável pela região, a Subprefeitura da Sé justificou a liberação da rua para carros por conta do "Ladeira Abaixo", corrida de carrinhos de rolimã patrocinada pela Red Bull, que ocorreu na Avenida Brigadeiro Luiz Antonio, via que cruza a Paulista.

Já em entrevista à Rádio Bandeirantes, o subprefeito da região, Coronel Camilo (PSD), afirmou que o principal motivo da suspensão do programa "Ruas Abertas" foi a realização da Marcha da Maconha na data.

"Não dá para permitir que as famílias e os pais andem pela Avenida Paulista enquanto manifestações como essa ocorrem. Alguns manifestantes acabam fazendo uso de drogas, o que não é apropriado para um ambiente destinado ao lazer das famílias", declarou.

Camilo enfatizou que, normalmente, os pedidos para fechamento da rua vem por pedido da Secretaria de Segurança Pública. 

Então, o programa “Ruas Abertas", que também acontece no bairro da Liberdade, é cancelado somente na Paulista.

No domingo anterior (9), a Paulista foi fechada a pedido da Polícia Militar, por conta de manifestação pontual marcada por bolsonaristas no local.

Comunicação mais eficaz

Para os próximo finais de semana, a ideia é retomar a abertura da avenida, salvo em casos de problemas de segurança, de acordo com o subprefeito.  

Ele também reconheceu erros na comunicação sobre a suspensão da abertura e garantiu que, em novos episódios, a informação deve chegar de forma mais eficaz.

"A ideia é divulgar mais. Vamos mandar sempre na sexta-feira ou na quinta-feira anterior um release para a imprensa e publicar no site da Subprefeitura e da Prefeitura de São Paulo", garantiu Camilo.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais