Governo de SP prevê queda de 48 centavos no preço da gasolina nas bombas

Da Redação 28/06/2022 • 14:25
Abastecimento de gasolina
Abastecimento de gasolina
Agência Brasil

O governador de São Paulo prevê queda de 48 centavos no preço da gasolina nas bombas com o corte do ICMS para um valor médio abaixo de 6 reais e 50 centavos.

Ontem, o estado se tornou o primeiro a aplicar a lei federal que reduz o tributo sobre o combustível de 25% para 18%.  

O corte, que é imediato, segue o que determina legislação aprovada pelo Congresso Nacional.  

Segundo Rodrigo Garcia, o Procon já vem monitorando postos de combustíveis para que, a partir de agora, o consumidor saiba se a redução foi repassada.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o secretário da Fazenda de São Paulo, Felipe Salto, admitiu, porém, que não há como o Estado obrigar os postos a baixar o preço.

De acordo com o presidente do sindicato que reúne os postos de combustíveis, José Alberto Paiva Gouveia, o repasse dependerá do que as distribuidoras vão cobrar.

O impacto da redução do ICMS sobre a gasolina será de 4 bilhões e 400 milhões de reais no caixa de São Paulo.

Quanto ao diesel, por enquanto, não haverá mudanças, já que a alíquota no Estado está em 13%, inferior ao teto de 18% estabelecido pela nova legislação.