Notícias

França contraria Tarcísio na privatização do Porto de Santos: "Opção descartada"

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o ministro dos Portos e Aeroportos falou sobre a reunião com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, que discutiu a privatização do Porto de Santos

Da Redação

O ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, reforçou em entrevista ao Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, que o governo federal mantém posição contrária à privatização do Porto de Santos, defendida pelo governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas. 

Na quarta-feira, Márcio França se reuniu formalmente pela primeira vez com o governador paulista, que é a favor de passar a gestão do terminal para a iniciativa privada. “O governador Tarcísio dedicou muitos anos examinando a questão dos portos porque ele era ministro da mesma área, a Infraestrutura, mas ele reconhece que houve uma eleição no meio da história, e o Brasil fez uma opção inversa à visão que ele defendia, de vender a autoridade portuária”, disse o ministro.

"Essa é uma opção que está descartada no nosso ponto de vista. Podemos privatizar os serviços portuários, mas a autoridade a gente não concorda, e está superada na eleição", frisou Márcio França.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o ministro afirmou que sugeriu a Tarcísio alternativas de investimento na infraestrutura do litoral paulista, como tirar do papel o túnel de ligação entre Santos e o Guarujá.

Sobre os aeroportos, o ministro Márcio França explicou que há interessados na relicitação do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal. O terminal, o primeiro a passar pelo trabalho de relicitação, servirá de modelo de contrato para outras devoluções de aeroportos e rodovias.

O ministro Márcio França afirmou que há interessados no negócio e que, onde surgir dificuldade em fazer acordo com a iniciativa privada, a administração ficará a cargo da Infraero.

Na entrevista à Rádio Bandeirantes, o ministro de Portos e Aeroportos confirmou a liberação de verba para a construção de um aeroporto no Guarujá, litoral paulista.

Segundo a prefeitura da cidade, o valor que será repassado pelo governo federal será de 10 milhões de reais e, em breve, o município deve lançar nas próximas semanas edital das obras da primeira fase.

Mais notícias

Carregar mais