Para Renato Casagrande, aliança entre Lula e Alckmin “não é fácil, mas é viável”

Da Redação 08/12/2021 • 13:50 - Atualizado em 08/12/2021 • 13:57
Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande
Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande
SECOM

Uma aliança entre Luiz Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin na disputa pela Presidência da República “não é fácil, mas é viável”.

A avaliação é do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, entrevistado no estúdio da Rádio Bandeirantes.

Ele é um dos principais nomes do PSB que, especula-se, pode ser o novo destino do ex-governador de São Paulo.

Para Renato Casagrande, o passado de disputas políticas com Lula e Alckmin trocando farpas é um obstáculo a ser superado.

Caso as arestas sejam aparadas, o governador do Espirito Santo diz que uma aliança entre o petista e o ainda tucano seria um bom negócio para ambos.

Segundo Renato Casagrande, o PSB está entre apoiar Lula e Ciro Gomes na corrida ao Planalto, e o martelo só deve ser batido em abril.