PR E RS: Seca causa prejuízo nas safras de soja e de milho

Da Redação 25/01/2022 • 13:09 - Atualizado em 25/01/2022 • 13:10
Seca na plantação de milho
Seca na plantação de milho
RBS TV

A seca prolongada no Paraná e no Rio Grande do Sul já provocou perdas nas safras de soja e de milho.

As lavouras têm sofrido com o calor prolongado e a escassez de chuvas.

Uma massa de ar seco e quente cobre há 13 dias o Rio Grande do Sul, que registra temperaturas acima dos 40 graus.

O cenário é provocado pelos efeitos do fenômeno La Niña, que provoca chuvas abaixo da média na região Sul.

No Paraná, a estimativa é de prejuízo prévio de 25 bilhões de reais na safra de grãos 2021/2022 em razão da estiagem.

O presidente da Federação gaúcha das Cooperativas Agropecuárias, Paulo Pires, fala em perdas de 60% do milho e 24% da soja.

Um prejuízo de quase 20 bilhões de reais.

Nos dois estados, a maioria dos municípios já decretou situação de emergência hídrica.

No Rio Grande do Sul, a expectativa é de que as chuvas de janeiro salvem pelo menos a soja.

Já no Paraná, a previsão é de que a escassez prejudique outras culturas.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, visitou os dois estados na semana passada e deve apresentar um plano de ação do governo federal nos próximos dias.